Encontrando Podcasters

A grande finalidade do blog é trazer assuntos da cultura pop e nossas influências para compartilhar com os leitores-ouvintes.   Há cerca de dois anos, descobri o mundo dentro do mundo, ou seja, os podcasts dentro da internet. Desde então esses programas, produtos de conversas gravadas pela web em sua maioria, e compactados num arquivo em MP3 para que possamos carregar para qualquer lugar e escutarmos, transformou-se num hábito em minha vida, tal qual o da sua mãe em assistir novelas.  Analogia esquisita, eu sei, mas vale ao propósito.

Os podcasts, e existem centenas no Brasil, com temas imagináveis e inimagináveis, fazem parte da minha formação de opinião e ampliação dos meus conhecimentos, ultimamente. Neles, ouço pessoas com as mesmas ideias que eu, mesmos interesses e, com certeza, com a mente mais aberta do que as alienações televisivas.

É um local onde se pode falar de tudo, debater temas inconcebíveis para o público telespectador e, de quebra, dar boas risadas. Essa é Internet transpirando conceitos e opiniões. Mas a variação em áudio da forma de conjecturar sobre as coisas que nos rodeiam, e o mais importante, que nos interessa, é única por seu dinamismo e também por nos aproximar daqueles que escutamos. As frequentes vozes toda semana, já com personalidades delineadas, num papo informal ou numa discussão mais informativa, em pitadas deliciosas de descontração, acabam se tornando parte do nosso mundinho.

Eu ouço uns dez podcasts, mais ou menos. Entretanto, existem três que estão no meu coração. Seus integrantes me cativam, e são meus ídolos na podosfera. Parece exagero dizer “ídolo” ? Então rebato com: “Tem gente que corre atrás de cantor sertanejo, tem gente se descabela por pagodeiro, tem gente que desmaia por jogador de futebol, eu sou fã é desses nerds”. Pessoas que posso dizer, conhecer um pouco mais do que as frases ensaiadas na frente das câmeras, ou os rostos de photoshop nas revistas, e admirar, por saber suas convicções e compartilhar delas!

Decidi me engajar numa nova empreitada, que pode ser um pouco cansativa, mas valerá a pena.

SAM_4644

À esquerda Affonso Solano, o autor do livro. Ao seu lado Diogo Braga, carinhosamente conhecido por seus fãs como Didi Braguinha.

Neste fim de semana fui conhecer e receber autógrafos de um desses sujeitos que admiro. Affonso Solano, do podcast MRG, estava lançando seu primeiro livro, uma fantasia que está vendendo que nem água pelas livrarias virtuais e físicas do país, O Espadachim de Carvão ( quando terminar de ler o livro, venho fazer uma resenha aqui). Em sua companhia estava Diogo Braga, companheiro de podcast e igualmente querido por mim.

Conhecê-los foi uma experiência maravilhosa, que valeu as cinco horas na fila! A atenção que eles davam aos leitores-ouvintes era verdadeira, carinhosa e cheia de gratificação. Receberam presentes, tiraram muitas fotos, transbordaram simpatia mesmo estando esgotados com o evento.

Claro que tirei  fotos junto  deles (e claro que não vou postar minha imagem ilustre aqui) e confesso ter ficado um pouco acanhada conhecendo pessoalmente os donos das vozes já tão familiares.

Foi muito bom, e com certeza irei repetir, numa missão de pegar os autógrafos dessa galera gente boa demais!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s