Por que desistir?

E então, alguns te perguntam se você está bem, e ao contrário do que geralmente responde, você simplesmente diria: Não, eu não estou.

Quando alguém te pergunta como você está, ele não está, realmente, querendo saber disso. Perguntamos por simples e puro comodismo. Porque a sociedade nos incita a isso, a não ser pessoas puramente idiotas como eu, que quando perguntam, geralmente estão dispostos a ouvir e tentar ajudar como puder.

Interessante como temos o péssimo costume de não darmos o devido valor a isto. Não levamos tão a sério o que o outro sente, nos preocupamos e enfatizamos demais nossos próprios problemas, onde o do outro se torna supérfluo e insignificante. Eu mesma faço isso na maioria das horas dos meus dias.

Porém, depois de uma conversa banal com uma pessoa muito especial, percebi como estou sendo egoísta ao me sentir assim e resolvi tentar melhorar um pouco mais.

Muitas vezes eu pensei como a vida é complicada de ser vivida, até que percebi, finalmente, que quem complica somos nós mesmos.
Na maioria das vezes desejamos aquilo que não podemos ter, amamos aqueles que não nos amam, sonhamos com algo que queremos e não fazemos absolutamente nada para alcançar.

Algumas vezes temos medo, e esse medo é tão devastador que nos afasta de nossos melhores sonhos, nos faz sentir incapazes diante dos desafios e nos faz pensar que somos indignos de qualquer afeto ou bom sentimento.

Sim, é nisso o que nos tornamos quando somos vencidos pelo medo. Quando não somos bravos o suficiente para reconhecer nossas dificuldades, e quando não nos sentimos dignos de qualquer bom sentimento, porque como falei anteriormente, há pessoas, poucas, que irão querer saber como estás e que tentarão, do jeito delas, te ajudar.
Porém, o que se deve ter em mente é a necessidade de ponderar esse interesse. Alguns deles podem ser apenas momentâneos, e, talvez, em um momento de maior dificuldade, esta pessoa não estará mais disponível.

Aprendi que as pessoas que realmente se importam estarão sempre lá, mesmo que a km de distância, mesmo que também passem por problemas… No fim, se ajudam mutuamente.

Alguém que se importa realmente com você não espalhará suas dificuldades, manterá seus medos e defeitos em secreto, entre vocês, te defenderá quando outros tentarem te denegrir, não fará de você um palhaço, não vai te ridicularizar individualmente ou em grupo.
Esse alguém vai te apoiar. Tentará te erguer quantas vezes forem necessárias, independente de suas próprias dificuldades. É alguém que sempre que possível perguntará se estás melhor, e esta pergunta terá verdadeiramente esse desejo, alguém firme em palavras e gestos, que te conhece e sabe o que você precisa. Alguém que te vê como você realmente é, como um ser que pode melhorar e te auxilia nisso. Alguém que sorri e chora com você mutuamente, que você sabe e tem certeza que sempre estará ali, disponível para você, assim como você para ele. Alguém que te ama tanto e tão desinteressadamente que te motiva a melhorar simplesmente para poder ajudá-lo, para poder compartilhar suas alegrias e tristezas também.
Esse alguém sempre te fará alguém melhor.

Infelizmente, na maioria das vezes, você não encontrará pessoas assim. Talvez você passe por toda sua vida e nunca encontre alguém verdadeiramente assim. Então, você sentirá que sua vida não faz sentido, vê as pessoas que ama sumirem, os que dizem te amar se esquecerem desse sentimento, até que você, finalmente, se encontrará só, ou simplesmente se sentirá assim.

Nesse momento, você terá duas opções:
1 – Continuar afundando, esperando que os que dizem te amar apareçam para te ajudar e alimentando os males que acreditas ter, ser e provocar, ou
2 – Reagir.
Indico o Reagir por um único e bom motivo: Sempre haverá alguém com um problema maior que o seu.

Pense em pessoas abusadas sexualmente, que são inferiorizadas, ridicularizadas. Pessoas com doenças incuráveis, em estado terminal. Pense que há pessoas que dependem de um vício, em mães que perderam seus filhos tragicamente, pessoas sem um teto, passando fome e frio. Pessoas sem um lar, um prato com comida. Pense em meninas vendidas para se prostituirem, pessoas presas nas drogas, se matando, matando o próximo.
Pense nas pessoas que fariam absurdos para estar onde você está agora e ter e usufruir da vida, saúde e esperança que você tem e não tem valorizado.
Pense que sua mudança de vida depende exclusivamente de você e lembre-se das coisas boas que fez, dos bons momentos que já viveu.

Jogue fora ou simplesmente tente jogar toda acusação que sofreu. Converta as lágrimas que derramou em lições de vida. Aprenda com seus erros e tente novamente. Não os cometa mais.
Levante e lute.
Trace metas. Esforce-se mesmo que aos seus olhos você não tenha como atingi-las. Busque e conquiste. Nada virá até você de graça e você nada conseguirá enquanto não parar de lamuriar.
Persiga seus sonhos. Desenterre-os. Crie estratégias. Alcance-os.
Seus problemas terão o tamanho, importância e duração que você der. Veja seus problemas como muros. Conquiste-os. Escale-os. Use escadas se precisar. Mas traspasse a barreira.
Se houver alguém que te apoie e incentive, apoie-se. Se não, persista. Você pode alcançar o impossível se acreditar.

Resumo:

1 – Você sempre irá se decepcionar com as pessoas, principalmente se criar expectativas;
2 – Não seja egoísta. Sempre haverá alguém com um problema maior e mais difícil que o seu;
3 – Seus esforços e conquistas não serão reconhecidos;
4 – Tente aprender com seus erros e não repeti-los;
5 – Não se sinta mal por se sentir mal com os seus problemas;
6 – Tente não se importar demais com a opinião dos outros;
7 – Pense que, na maioria das vezes, é você mesmo quem negativa sua vida;
8 – Não prolongue seu sofrimento;
9 – Aprenda a perceber quem são seus amigos verdadeiros;
10 – Não tenha medo de se sentir fraco e pedir ajuda quando precisar.

Anúncios

5 comentários sobre “Por que desistir?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s