De volta à infância

Esses dias eu tenho vivido algo completamente diferente, mas nada relativamente estranho ou ameaçador. Sou cheia de fases, como a maioria das pessoas, e depois de uma fase compulsiva por livros, estou vivendo o momento de volta ao passado e tenho desenterrado do fundo do bau, ou dos confins da internet, alguns filmes que fizeram parte da minha infância, que nem faz tanto tempo assim.

É engraçado porque a percepção que tenho hoje é, e não poderia ser o contrário, completamente diferente da que tinha alguns anos atrás e não posso mentir o quanto ri com alguns deles, ou mesmo comigo por ter, de alguma forma, os colocado como algo muito relativo.

O primeiro filme que me fez rir demais foi Os Caça Fantasmas. Gente, como eu me diverti revendo este filme que fez parte da minha época de glória, dos melhores anos que vivi.  Lançado em 1984, Os Caça Fantasmas foi um filme pioneiro em efeitos especiais,  sendo indicado ao Oscar e o Bafta referente em 1985.

E quem não se lembra da música tema, Ghostbusters, que embalou muitas festas de aniversários infantis nas décadas de 80 e 90, pelo menos as da minha família, ou do estranho, mas não menos amado, Geleia. Sim, eu adorava o Geleia e lembrei vendo este filme que tive um Geleia na infância, e isso era a realização de toda criança vivente daquele período.

A verdade é que, mesmo com os efeitos especiais ultrapassados, o filme não deixa de ser um clássico, um filme que eu adoro desde sempre e vou continuar adorando. Como não gostar dos cientistas mais que loucos Peter Venkman (Bill Murray), Ray Stantz (Dan Aykroyd) e Egon Spengler (Harold Ramis) que se dedicaram tanto aos estudos paranormais que foram considerados loucos?

O segundo filme que vi e me fez sentir muita saudade da infância foi Aladdin, O Super Gênio, de 1986. Estrelado por Bud SpencerLuca Venantini nos papeis de Gênio e Aladdin respectivamente.

O filme que se passa em Miame conta a história de Aladdin, um garoto que trabalha em uma loja de antiguidades e encontra uma velha lâmpada libertando o Gênio quado a limpa. A história tem muita aventura e ação, relativa ao ano de produção, e me manteve colada no sofá durante todo o desenrolar.

O mais interessante é, novamente, os efeitos especiais. É engraçado que anos atrás era o máximo do máximo, principalmente o fato de um tapete voador aparecer, ou simplesmente o Gênio surgir e desaparecer de determinado local. É muito divertido balancear os efeitos antigos com os atuais, e eu achei o máximo ver como era interessante no passado. Nada extremamente impressionante, mas o máximo para quem assistia, e o melhor, a música tema do filme, The Genie, foi composta pelo brasileiro Eumir Deodato.

E o terceiro, porque a minha lista é realmente enorme, é It, Uma Obra Prima do Medo, baseado no livro de mesmo nome de Stephen King.

Lembro de quando vi esse filme pela primeira vez, quando eu tinha cerca de 10 anos de idade junto com meu irmão, que tinha 15, adquiri um medo lancinante do palhaço Pennywise.

Na verdade, eu nem me lembrava mais do filme, apenas do maldito It, e continuava com medo dele até o último domingo, quando finalmente tive coragem de revê-lo (depois de 18 anos da primeira vez que vi) e vi que nem havia nada de mal, afinal.

Não deixa de ser uma superprodução para a época, de fato, os efeitos especiais também eram pioneiros, embora não fossem muitos, e a história, embora um tanto assustadora, teve um desfecho um tanto peculiar, já que eu nem se quer lembrava como terminava.

No final das contas, revi o filme, me diverti, mas admito, continuo com medo do Pennywise, é mais forte do que eu. A voz dele me dá arrepios, o sorriso me choca e o olhar me deixa sem chão. Acho que acabei criando algum tipo de trauma infantil, embora nunca tenha tido medo de palhaços, sempre terei medo desta criatura horrorosa, que banhou alguns de meus mais assustados pesadelos, e que não me dá vergonha admitir, porque é algo gostoso de sentir, faz parte de mim.

Uma curiosidade sobre It é que a história foi inspirada no caso de John Wayne Gacy, um palhaço que matava as suas vitimas e foi condenado a morte por injeção letal.

Também vi alguns outros filmes antigos como O Brinquedo Assassino, Querida, Encolhi as Crianças, Os Goonies (que eu adoro), Flashdance, Frankenstein, O Mágico de Oz, entre outros.

Pra quem quiser rever, tem alguns sites que disponibilizam esses filmes para assistir online, ou simplesmente baixa-los para seu PC, e se assim como eu, você fez parte desse período de ouro que era os anos 80/90, não percam a oportunidade, façam a pipoca, chamem os amigos e façam um verdadeiro momento de volta à infância.

Anúncios

Um comentário sobre “De volta à infância

  1. Tati disse:

    Filmes antigos, como não amar?? Eu, sinceramente adoro assistir/re-assistir filmes que passavam na época que era criança. Na verdade, acho que sou uma criança grande! auhauahuahauhauha
    Filmes da Disney, eu já perdi a conta de quantas vezes revi… Me divirto nas mesmas partes e parece que o tempo simplesmente não passou.
    Um filme antigo que adoro rever é “O Mágico de Oz”. A história de Dorothy é tão maravilhosa que me encanta tanto quanto as músicas do filme.
    “Querida Encolhi as Crianças” é outro clássico e sempre fico triste quando o raio da formiguinha morre…

    Um filme que revi e mudei minha forma de enxergá-lo foi “Edward Mãos de Tesoura”. Assistia esse filme na sessão da tarde quando era pequena e morria de medo do filme. Anos mais tarde, quando revi o filme vi toda a beleza dele e tive peninha do pobre Ed por anos de medo infundado! Até porque, depois que você descobre que Ed é Johny Depp, não tem como não amar!
    Enfim, relembrar filmes assim é maravilhoso e adoraria os links para baixar essas antiguidades!

    Ótimo post!

    ;***

    Ps: Eu também tinha um geléia!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s