A Magia do Tempo

hqdefault

Oi galera! Faz tempo que estou querendo falar sobre esse filme que fez parte da minha infância, e acredito que da maioria das pessoas nascidas na década de 1980. Acho que vocês ficam de saco cheio quando eu posto porque só trago coisas antigas, mas é que me da uma nostalgia tão gostosa de sentir que fico querendo compartilhar.

Labyrinth (Labirinto, a magia do tempo, em português – 1986) é um filme surpreendente, encantador e que prende quem o vê do início ao fim. Claro que estou sendo 100% pessoal nos comentários, mas é como me sinto até hoje, quando vejo este filme.

Labyrinth-sarah-durfO filme tem uma temática bem simples, juvenil e emocionante. Conta a história da jovem imaginativa e muito chata Sarah Williams (Jennifer Connelly), que adora a fantasia das peças teatrais e dos livros de contos e histórias.

Em determinado momento, ela se cansa de sempre servir de babá para seu pequeno meio irmão, Toby, e resolve proferir as palavras mágicas de um dos seus livros a fim de se livrar do garoto chato que é o seu irmãozinho.

imagesO que Sarah não imaginava é que o encanto iria funcionar e que o pequeno Toby fosse sequestrado por Jareth (David Bowie), o rei dos duendes, que se apresenta para ela e diz que seu desejo foi realizado.

Sarah se arrepende em seguida e pede que o rei Jareth devolva a criança, então ele propõe um acordo e diz que ela terá treze horas para atravessar o labirinto e encontrar seu castelo, local onde Toby está aprisionado. Caso falhasse, ele transformaria para sempre o seu irmão em um goblin.

garden_largeDurante a cruzada, Sarah percebe que os caminhos mudam de lugar, que as dificuldades são cada vez maiores e que o rei Jareth está dificultando sua caminhada em direção ao castelo.

No meio do caminho ela encontra amigos inusitados que a ajudam em sua jornada,  e sua aventura se torna cada vez mais emocionante a medida que ela se aproxima de seu destino final, o castelo do rei dos duendes.

Mas por que assistir Labirinto?

– Inicialmente, pela reflexão relacionada a questões interiores apresentadas nos diálogos das personagens como coragem, amizade, trabalho em equipe, responsabilidade e outros.

– Uma boa para crianças a partir dos 4 anos, ao menos minha sobrinha que tem 2 adora e fica vidrada na TV sempre que ponho pra ela ver.

– Pela produção que é belíssima. A construção dos cenários é encantadora e as personagens criadas como os goblins, Hoggle, Ludo e outros chegam a ser assustadores, as vezes.

– Pela trilha sonora que é perfeita, produzida especialmente por David Bowie em parceria com Trevor Jones (Dinotopia, Cleopatra e Notting Hill, entre outros). A coreografia do filme também é impecável.

– Por ter sido o último filme dirigido por Jim Henson, famoso por ser o criador dos Muppets.

E esses são apenas alguns dos motivos pelos quais você deveria dar uma chance a este filme tão encantador. Eu o adoro e sou muito suspeita em falar a respeito, então, veja e tire suas próprias conclusões.

Imagens do Filme:

48053_f4

laberinto

20474452.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

ZZ5C0E228D

xP24Fbm 

Trilha Sonora

Algumas curiosidades:

– Uma novela do filme foi realizada por A. C. H. Smith logo após a produção do mesmo.

– Uma história em quadrinhos produzida e publicada pela Marvel Comics.

– Tokyopop em parceria com a The Jim Henson Company publicou uma adaptação em mangá com quatro volumes, tendo um nome e história diferentes do original, sendo a sequência do mesmo. O nome da produção é Return to Labyrinth

– Um jogo de RPG com o nome Labyrinth: Maou no Meikyuu foi lançado para o console NES, logo após a produção do filme.

Então estes são alguns dos argumentos que tenho em favor deste filme. E para os que eu consegui convencer ou os que gostariam de rever, encontrei a versão online neste link do youtube, então, mãos à obra e bom filme. 😉

Anúncios

Um comentário sobre “A Magia do Tempo

  1. Olívia Valentini disse:

    Não lembro de ter visto esse filme, mas já ouvi muito falar dele, o que deve ser uma aplicação nostálgica daquelas. Sei que David Bowie tá atacado no drag queen, e já me disseram que a trilha sonora vale muito a pena. Taí! Verei!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s