Gélido – Resenha

download (1)

Título: Gélido

Autora: Tess Gerritsen

Literatura: Norte Americana

Editora: Record

Páginas: 365

Nota: 5/5

E aí, galera? Vamos resenhar um bom suspense criminal?

Havia comprado Gélido há alguns meses, mas fui passando vários livros na sua frente, então o coitado ficou meio de lado. Há semanas resolvi dar chance de uma vez e me aconcheguei na cama para desfrutar do suspense.

Na sinopse, Maura Isles é uma legista que está viajando para um congresso médico em outro estado. Lá, ela encontra Doug, um antigo colega da faculdade com quem relembra os velhos tempos. Junto dele e seus amigos, resolvem fazer uma excursão nas montanhas para esquiar. 

Tudo está certo para o grande fim de semana. Contudo, quando um acidente de carro os impede de sair da estrada e coloca os forasteiros em plena nevasca, eles são obrigados a procurar abrigo rapidamente. Logo encontram um vilarejo que pode fornecer toda proteção necessária para o inverno rigoroso, mas este aparenta estar abandonado.  

Em cada casa que entram, Maura, Doug e os outros descobrem janelas abertas, comidas deixadas intactas nos pratos e animais de estimação mortos sem nenhum sinal de agressão externa. Ao que parece os habitantes daquele lugar partiram em fuga.

Enquanto lutam para sobreviver as intempéries do local, os sobreviventes tem de lidar com um inimigo espreita na floresta, e uma verdade muito pior a cerca de toda aquela comunidade. 

Minha opinião sobre esse livro só pode ser a melhor. Tess Gerritsen possuí talento para trazer o suspense até o leitor e deixá-lo com a respiração tensa a cada novo parágrafo. Me lembra um pouco os romances de ouro de Robin Cook, só que mais dinâmico, sem diálogos desnecessários. Cada detalhe é peça chave para encaixar no quebra cabeça que cerca os grandes mistérios do livro.

Aquilo que nós pensamos ser, simplesmente não é.

Outro fator importante para identificação de quem lê Gélido é que Tess constrói a indignação dentro do nosso ser. E quando ficamos nos questionando sobre certos dogmas da sociedade depois de ter abandonado a leitura, então a missão do autor está cumprida.

Os personagens são fantásticos e comedidos. Ninguém tem “super poderes”, o que é aconchegante (e perturbador), logo, isso pode acontecer conosco numa próxima esquina.

Gosto muito de ler livros desse gênero, vocês sabem, e faz bastante tempo que não me divertia tanto no seguimento. Indico fervorosamente, mas tenha uma coisa em mente: vai ter momentos que você irá sentir um medo fantasmagórico.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s