Resenha: O Girassol, de Richard Paul Evans

THE_SUNFLOWER_1263816770P

Título: O Girassol

Autor: Richard Paul Evans

Editora: Readers Digest

Páginas: 352 (em média)

Nota: 3/5

O Girassol é um livro que fala de amor, caridade e esperança, mas que peca por se focar no tópico errado.

Paul Evans se utilizou de um artifício que sempre acho válido: narrativa com suposição de realidade. Ou seja, ele tenta passar a ideia de que conheceu a história através do relato de um dos personagens – o Dr. Paul Cook – que a vivenciaram.

A história começa, ao meu ver, de modo extremamente clichê. A mocinha após receber de seu noivo a notícia de que ele não pretende mais se casar é convencida por uma amiga a participar de um projeto humanitário no Peru.

O rompimento do noivado impele Christine do conforto de sua casa nos Estados Unidos, para uma missão humanitária no Peru. Assim que conhece as crianças carentes às quais foi oferecer ajuda e seu cuidador, o enigmático Dr. Paul Cook, percebe que sua vida nunca mais será a mesma. Um romance que evoca o poder do amor e da esperança.

Em meio a viagem Christine conhece o Dr. Paul Cook, que é responsável pela criação e manutenção do orfanato ‘O Girassol’.

SELECOES_DE_LIVROS_1267223118PDe inicio, nos momentos iniciais da viagem me senti realmente empolgada com a ideia do instituto e de se trabalhar na narrativa as difíceis condições de vida das pobres crianças que habitam o local, se aprofundando com o evoluir da narrativa, e é aí que surge, pra mim, o grande defeito do livro, esta expectativa não é correspondida.

Quando Christine e Paul se aproximam mais e seus sentimentos começam a se desenvolver a história começa a degringolar. A boa narrativa de Richard perde a força ao se focar no casal e no romance de ambos. Não chega a se tornar ruim, mas, definitivamente, já não empolga como antes.

O Girassol é simplesmente posto como background de um amor que surge rápido e se intensifica numa velocidade maior ainda, o que me foi realmente frustrante.

Enfim, uma boa história com uma boa mensagem que se perde ao se tornar um romance sem muitas justificativas ou que gere apego dos mais exigentes nesse quesito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s